04/11/2014

RESENHA #43: Cilada, do Harlan Coben.



Título: Cilada
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 272
Nota: 5/5

Sinopse: Haley McWaid tem 17 anos. É uma aluna exemplar, disciplinada, ama esportes e sonha entrar para uma boa faculdade. Por isso, quando certa noite ela não volta para casa e três meses transcorrem sem que se tenha nenhuma notícia dela, todos na cidade começam a imaginar o pior. O assistente social Dan Mercer recebe um estranho telefonema de uma adolescente e vai a seu encontro. Ao chegar no local, ele é surpreendido pela equipe de um programa de televisão, que o exibe em rede nacional como pedófilo. Inocentado por falta de provas, Dan é morto logo em seguida. Na junção dessas duas histórias está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan e que se torna a única testemunha de seu assassinato. Wendy sempre confiou apenas nos fatos, mas seu instinto lhe diz que Mercer talvez não fosse culpado. Agora ela precisa descobrir se desmascarou um criminoso ou causou a morte de um inocente. Nas investigações da morte de Dan e do desaparecimento de Haley, verdades inimagináveis são reveladas e a fragilidade de vidas aparentemente normais é posta à prova. Todos têm algo a esconder e os segredos se interligam e se completam em um elaborado mosaico de mistérios. Harlan Coben mais uma vez deixa o leitor sem ar. Cilada fala de culpa, luto e perdão em uma trama repleta de reviravoltas surpreendentes. Nada é o que parece e tudo pode ser desfeito até a última página.


O livro vai nos mostrar a história de Haley McWaid, uma garota de 17 anos, inteligente e estudiosa que está desaparecida há 3 meses e ninguém sabe o que aconteceu de fato para ela ter sumido. E nem se ela está viva ainda. Em outro ponto, vemos a história de Dan Mercer, que após receber um telefonema de uma adolescente pedindo ajuda, vai a seu encontro e acaba sendo vítima de uma cilada montada pela repórter Wendy Tynes, que tem certeza que Dan é pedófilo. Dan é levado à justiça, mas acaba inocentado por falta de provas. Dias depois, Dan acaba sendo assassinado e Wendy é a única testemunha. Porém, nem ela sabe quem o matou, pois ele estava mascarado, mas deixou à mostra um pequeno detalhe. Então, quem será que matou Dan? Será mesmo que ele era um pedófilo? E em que ponto a história de Dan e de Haley se cruzam?

Esse é o primeiro livro do Harlan que eu leio, e confesso que eu comecei bem. Já comecei amando a leitura, ela me prendeu em diversos momentos, você começa a ler e não quer parar até saber de tudo. O jeito que o Harlan fez para as duas histórias se encontrarem foi bem inteligente, eu gostei bastante. E o final! O final me pegou totalmente de surpresa, pois eu já imaginava uma coisa, e foi totalmente diferente. Superou as minhas expectativas. Depois de ler Cilada, fiquei com muita vontade de ler os outros livros do autor. Recomendo!


É isso pessoal, espero que gostem da resenha. Me desculpem postar resenha atrás de resenha, mas eu vou postar todas as atrasadas que tenho aqui, e depois estou pensando em fazer tipo uma programação aqui no blog. Espero que gostem.

Um beijo, e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©