24/02/2015

RESENHA #58: A vez da minha vida, da Cecelia Ahern.




Título: A vez da minha vida
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 384
Nota: 5/5

Sinopse: Certo dia, quando Lucy Silchester volta do trabalho, há um envelope de ouro no tapete. E um convite dentro dele para se encontrar com a Vida. Sua vida. Pode soar peculiar, mas Lucy leu sobre isso em uma revista. De qualquer forma, ela não pode ir ao encontro: está muito ocupada desprezando seu emprego, fugindo de seus amigos e evitando sua família. Mas a vida de Lucy não é o que parece. Algumas das escolhas que fez — e histórias que contou — também não são o que parecem. Desde o momento em que ela conhece o homem que se apresenta como sua vida, suas meias-verdades são reveladas totalmente — a não ser que ela aprenda a dizer a verdade sobre o que realmente importa. Lucy Silchester tem um compromisso com sua vida — e ela terá de cumpri-lo.


O livro vai contar a história da Lucy Silchester. Ela mora sozinha em um apartamento/estúdio que mal cabe ela e Sr. Pan, o gato(ou gata?).
Ela passa muito tempo desprezando o seu emprego, que é de tradutora de manuais de segurança de vários produtos. Foge de seus amigos, nunca os convida para irem ao seu apartamento, nem mesmo alguém da sua família, que ela também prefere evitar.
Um certo dia, quando volta do seu trabalho, ela acaba reparando num convite caído no seu carpete. Mas não é um convite qualquer, e sim, um convite para se encontrar com a sua vida. No começo, ela se esquiva desses encontros o máximo que pode, mas um dia acaba cedendo.
E, desde o primeiro encontro com sua vida, muita coisa começa a mudar para a Lucy e a gente começa a perceber como é a vida dela de verdade. Ela foi abandonada pelo namorado, mas, para os amigos, ela é quem terminou o relacionamento. Vive contando mentirinhas e meias-verdades para todo mundo, inclusive sua família, mas chega uma hora em que todas essas mentiras são descobertas. Esse é o trato entre ela e vida dela. A cada mentira contada, ele solta uma verdade constrangedora. Então, ela acaba se dando conta de que não escapatória, senão, cumprir com o trato.
Eu achei o livro super descontraído, tem partes engraçadas e partes mais dramáticas. Foi uma leitura que fluiu super bem, foi super gostosa de se fazer e eu recomendo. Nós embarcamos em dramas familiares, problemas no trabalho e também no amor.
Disse e repito: recomendo bastante, é uma leitura bem descontraída e que te faz pensar um pouco também. Leiam.


Então pessoal, por hoje é só. Espero que vocês tenham gostado da resenha, não se esqueça de deixar um comentário com sua opinião sobre o livro, se você já leu ou não. E não se esqueça de seguir o blog para saberem sempre quando tem post novo aqui, e me siga nas redes sociais.


Um beijo enooooorme, e até a próxima.

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Oiii!!Tudo bom?
    Nossa que sinopse maravilhosa!!
    Adoro as histórias da autora,como você disse,são histórias que fluem super bem,mas esse livro ainda não tinha lido.Com certeza vou incluir na minha meta de leituras :D
    Beijos!!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©