11/10/2015

Ciclos.

Na vida, tudo tem o seu fim. Não seria diferente com nós dois, porém, eu imaginava que seria de outra maneira, depois de ficarmos velhinhos e Deus resolvesse te levar. Mas não foi bem assim que aconteceu, não é mesmo? Foi bem antes e bem de repente. Bom, para falar a verdade, acho que, de repente não seria certo eu falar porque, olhando a situação de outro ângulo, e gente já estava se deixando aos poucos. Mas eu não queria acreditar, não queria aceitar. Finais, para mim, sempre foram um pouco problemáticos. Não gosto de despedidas, não gosto de dizer adeus, e acho que isso nunca vai mudar, por mais que ainda haja muitos "adeus" pela frente. Mas eu nunca soube lidar muito bem com essa parte, então, ver que o nosso adeus se aproximava doeu, sim. Muito! Doeu mais, porque eu vi que estava lutando sozinha por nós dois. Acho que, no final de tudo, eu estava amando por nós dois. Por isso doeu bem mais em mim do que em você, desconfio até que, em você, não tenha doído nada, pois você falou com tanta tranquilidade, como se aquilo não fosse nada demais pra você, como se estivéssemos conversando coisas banais. Na hora, não entendi. Mas depois que a gente deixa a cabeça esfriar e se permite olhar a situação de outra maneira, conseguimos enxergar coisas que estavam diante de nós, mas não víamos, pois não queríamos aceitar e ter que lidar com aquilo.
Hoje? Posso dizer que estou muito melhor, e estou cuidando de quem realmente importa pra mim: eu mesma. Cansei de me deixar em segundo plano, pois a vida passa tão depressa pelos nossos olhos que, quando vamos nos dar conta, passam-se anos, e não fizemos nada do que queríamos.
E quanto à você? Está caindo cada vez mais no esquecimento. Arranquei sua página da minha vida, pois não quero correr o risco de ficar com vontade de ler de novo. Precisamos largar tudo o que nos atrasa, nos puxa para baixo. Arrancar as páginas que não vão servir para nada.
Procurar páginas novas, livros novos para escrever novas histórias.
Recomeços são maravilhosos, e fazem parte de nós, assim como os términos.
Porque, para que um novo ciclo possa se abrir, um terá que se fechar.

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Paulinha, você ta me vendo? Não. Mas se tivesse me veria em pé batendo palmas haha
    que lindooooooooooooooo
    amei! :D
    escreve mais!
    bj

    Jess
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©